PM recupera Van dos correios e prende dois autores de roubo

PM recupera Van dos correios e prende dois autores de roubo

Autores renderam motorista durante uma entrega. Na fuga, dois indivíduos capotaram a van e ficaram feridos. Correios enviou nota sobre o assunto.

Hoje (09/08/2017) por volta de 10:00 um veículo van dos Correios foi tomado de assalto por quatro indivíduos na avenida Marechal Castelo Branco.

Equipes da PM de Viçosa e Porto Firme, em rastreamento alcançaram a Van bem como o outro veículo para onde autores transportaram a carga, ambos na localidade da Varginha.

Na tentativa de fuga os bandidos capotaram a Van. Dois autores foram presos, um do bairro Amoras e outro da Grota dos Camilos, ambos de Viçosa.

Outros dois fugiram no veículo com a carga roubada, o veículo Voyage com a carga foi localizado no bairro Amoras em Viçosa.

Van dos Correios é roubada em Viçosa

Dois suspeitos ainda não foram encontrados, e estão sendo procurados pela polícia.

A assessoria da PM afirmou que uma equipe de 45 policiais fez parte das buscas pelos autores. Em nota, a assessoria dos Correios informou nesta tarde que todos os assaltantes foram presos e a carga recuperada integralmente. Ainda conforme o texto, a mesma quadrilha estaria envolvida em outros casos de roubo de cargas na região.

A assessoria também disse que os Correios têm trabalhado em parceria com as polícias Militar, Civil e Federal visando a troca de informações que agilize a identificação e que possibilite a prisão dos assaltantes, e que assim como toda a sociedade, a empresa também enfrenta problemas relacionados à segurança pública.

Imagens mostram saque a caminhão dos Correios em favela do RJ

PM disse que trocou tiros com os bandidos para tentar recuperar a carga. Motorista do caminhão roubado foi liberado pelos bandidos e passa bem.

Um novo caso de violência no Rio de Janeiro. Bandidos roubaram um caminhão dos Correios na zona norte da cidade e logo depois, a carga foi saqueada.

Centenas de caixas ficaram espalhadas por uma rua do Morro São João, na zona norte do Rio. Uma montanha de encomendas.

O flagrante foi feito pelo repórter cinematográfico Francisco de Assis, no Globocop, e mostra um homem jogando as caixas em um dos becos da favela. Um rapaz sem sem camisa abre os pacotes e parece selecionar o que está dentro de cada embalagem. Logo chegam outros e um bandido armado com um fuzil dá cobertura.

A carga estava em um caminhão de Sedex estacionado em um dos acessos e roubado ao sair de um dos centros de distribuição dos Correios, distante oito quilômetros da favela. Em poucos minutos, várias pessoas saqueavam as encomendas.

Uma mulher com uma criança pequena no colo passava na hora, quando de repente, pelo menos, outras 10 saqueavam a carga, na maior correria.

A Polícia Militar disse que trocou tiros com bandidos no morro para tentar recuperar a carga. Dois carros roubados foram apreendidos, mas até o fim da manhã, o caminhão não tinha sido retirado do morro. A favela tem uma Unidade de Polícia Pacificadora desde 2011.

De acordo com os últimos dados do Instituto de Segurança Pública do Estado do Rio, o crime aumentou mais de 40% em junho em comparação com o mesmo mês do ano passado, mas a federação que reúne cinco sindicatos do estado diz que esse tipo de roubo caiu 66% desde que os militares das Forças Armadas reforçaram a segurança no Rio, há uma semana.

O prejuízo causado pelo roubo de cargas em todo o país, entre 2011 e o ano passado, é de R$ 6 bilhões, como revela um estudo da Federação das Indústrias do Estado do Rio. Os Correios já investiram quase R$ 20 milhões em segurança com escolta armada e rastreadores de carga, medidas insuficientes, segundo a empresa. Os roubos a caminhões dos Correios aumentaram 117% nos últimos anos.

Na quinta-feira (3) foram registrados 11 casos de roubos de carga no Rio e nesta sexta-feira, até às 10h, já tinham sido três casos, incluindo o caminhão levado para o Morro São João.

O motorista do caminhão roubado foi liberado pelos bandidos e passa bem. A Unidade de Polícia Pacificadora do Morro São João informa que policiais foram atacados por criminosos em vários pontos da comunidade durante a operação para recuperar a carga.

Dois carros usados pelos bandidos foram recuperados, mas até agora ninguém foi preso.

Fonte