Somos todos importadores: dicas e informações valiosas para compras em sites internacionais

Dicas e informações valiosas para compras em sites internacionais

Você sabia que você também pode ser um importador?

Qualquer pessoa que faça uma compra pela internet em sites do exterior – como os famosos e-commerces da China, por exemplo – está fazendo uma importação. E, como importador – mesmo que eventual e em pequenas quantidades –, está sujeito às regras de importação estabelecidas pelo governo brasileiro.

Confira abaixo os serviços dos Correios voltados para compras internacionais e dicas para não ter dor de cabeça com a sua encomenda:

Por que minha encomenda foi tributada?

Lembre-se: comprar do exterior é fazer uma importação. No Brasil, todas as encomendas importadas estão sujeitas ao controle e fiscalização da Receita Federal, podendo ser tributadas.  

Importações de pessoas jurídicas e de pessoas físicas, com valor aduaneiro de até 3 mil dólares, estão sujeitas ao regime simplificado de importação. A alíquota de Imposto de Importação aplicada a essas compras é de 60% sobre o valor aduaneiro da mercadoria, além do ICMS do estado de destino.

As encomendas com valor aduaneiro de até 500 dólares são desembaraçadas por meio da NTS – Nota de Tributação Simplificada e o recolhimento do imposto e do despacho postal ocorre nas Agências de Correio.

Para os demais casos, os Correios oferecem o serviço Importa Fácil, que realiza o desembaraço das encomendas que necessitam do registro de DSI – Declaração Simplificada de Importação, como alternativa à contratação de um despachante. Ao utilizar o serviço, o importador ainda tem a comodidade de pagar o valor do imposto e a taxa do Importa Fácil por boleto bancário e receber a encomenda em seu endereço.

Saiba mais sobre o serviço Importa Fácil no site dos Correios.

Por que minha encomenda foi tributada